Notícias

Edvaldo e Katarina participam de missa, no Bugio, em homenagem à Nossa Senhora Aparecida

13/10/2020

Como faz todos os anos, o prefeito Edvaldo Nogueira participou, nesta segunda-feira, 12, da missa solene em homenagem à Nossa Senhora Aparecida, no santuário que leva o nome da santa, no bairro Bugio, em Aracaju. Acompanhado da delegada Katarina Feitoza, sua companheira de chapa na disputa pela reeleição, e do governador Belivaldo Chagas, Edvaldo definiu as festividades em celebração à Nossa Senhora Aparecida, de quem é devoto, como um "importante momento de reflexão e renovação da fé". 


“Vir à missa de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, no Bugio, tem muitos significados para mim. Sou devoto de Aparecida, portanto encaro este momento como de reafirmação de fé, de gratidão pelas bênçãos do último do ano e para renovar meu pedidos de proteção. É também uma alegria estar no Bugio, bairro onde já morei e pelo qual tenho grande carinho. Que Nossa Senhora Aparecida continue iluminando nossos caminhos e que espalhe seu manto de amor sobre nossa cidade e cada um dos aracajuanos e aracajuanas hoje e sempre! Tenho certeza que sua benção será fundamental nesta difícil caminhada da humanidade”, afirmou Edvaldo.


Katarina Feitoza se disse muito feliz e emocionada por participar da celebração de Nossa Senhora Conceição Aparecida, padroeira do Brasil. Ela ressaltou que o santuário recebe milhares de pessoas todos os anos, mas em 2020, por causa da pandemia do novo coronavírus, teve público limitado, o que não diminuiu a força e a fé no local. “Nada atrapalhou a festa da paz. Obrigada a toda comunidade pela acolhida calorosa e a mãe Aparecida por este momento sublime de fé, amor e gratidão”, declarou.


A missa de Nossa Senhora Aparecida foi realizada pelo arcebispo metropolitano de Aracaju, Dom João José Costa. O tema das festividades deste ano foi "Mãe Aparecida, cuida desse povo que é teu". A missa desta sexta concluiu o Dozenário de Nossa Senhora Aparecida, instituído em lei sancionada pelo prefeito Edvaldo Nogueira no ano passado. A legislação, de nº 5.226/2019, atendeu um pleito da comunidade católica do bairro Bugio que realiza, há 35 anos, atividades religiosas alusivas ao 12 de outubro, dia da Padroeira do Brasil.



Galeria

Gostou? Compartilhe!

DEIXE A SUA SUGESTÃO PARA UMA ARACAJU MELHOR.